Manda quem pode, e obedece quem tem juízo!

Não há frase no mundo profissional que me cause mais revolta. Os anos passam e sou obrigada a engolir a seco a mesma ladainha maternal.
Como a grande maioria que me lê nesse momento, a minha vida não começou muito fácil, contudo, isso não é de maneira alguma motivo para impedir minha ascensão profissional.
Meu pai não um empresário rico, Minha mãe não escreve best-sellers, e os meus tios não são fazendeiros no Texas. E sinceramente, isso não me importa, mas importa para muita gente no meio profissional.


Segue uma bela e breve história para ilustrar:





Sabe aquele sujeito esforçado, que estuda desde cedo, e por mais que não goste: Trabalha desde cedo. Quer ajudar a família, quer dar um ‘up’ na vida, comprar o carro. Sabendo que não há outro modo de conseguir todas essas coisas senão o por meio de um trabalho árduo e continuo...
Quando não mais que de repente cruza o seu caminho um chefe jovem, viajado e bem sucedido, e ele logo pensa:
- Quero ser igual a esse cara quando crescer!
Pois bem, ele sabe que seu chefe teve uma vida totalmente oposta a sua, mas não se intimida. Conclui que, quando maior o esforço, maior o prazer de chegar ao topo! Enxergando naquele novo ciclo uma chance de mudar, melhorar, crescer!
O que acontece?! Um ano depois e o jovem e eterno estagiário é deixado para lá, e quando finalmente abre uma vaga no departamento, o que acontece mais uma vez?! A filha de um amigo do CEO ocupa a vaga tão sonhada...
Chegar em casa desconsolado, conta toda a indignação para sua mãe, que após ouvi-lo atentamente diz: - Filho, manda quem pode, e obedece quem tem juízo! Você precisa do $$, agüenta firme lá. O filho da Joana é advogado formado e ganha R$ 600,00. Diante da voz da experiência
o jovem se cala...

Calar-se?! Como assim?!
Se o filho da Joana ganha R$ 600 reais, não é culpa da crise e sim do seu comodismo em ser sempre o estagiário dos R$ 600. Não que seja fácil, é difícil com certeza, entretanto, se sempre colocarmos a dificuldade como martírio e morrer na cruz AS COISAS NÃO VÃO MUDAR! Tudo parte de você para mundo, é do particular para o geral – Essa regra NUNCA muda.
Acorde, e GRITE pelo que acredita. DEFENDA seu ponto de vista. PESQUISE sobre o que você quer fazer na sua vida. Essa projeção não precisa ser para 10 anos, comece projetando o que você quer para HOJE, para AGORA, para JÀ!


Finalizo essas espumantes palavras com uma frase que ouvi no ExpoManagent08 ontem: “Reconheça quando moldar os ambientes e quando deixá-los também...”

Se não é o lugar certo para você, MUDE – Nunca tenha medo do NOVO, pois o novo abre o seu horizonte, e pode certamente te guiar por um caminho melhor.

3 comentários:

Cíntia Carvalho disse...

EU TOPO MUITOOOO FAZER PARTE DISSO AQUI!!!
achei que eu ia ter q me manifetsar soinha ¬¬

Parceira: o que dizer sobre esse "Cantigas de Escárnio"?

BLOG LINDOOOO.

E o esse texto mais recente, "Plantei a culpa na adversão"?

Especialmente belo!
de sua autoria?

Você é incrivel! De verdade.
Beijo na testa, como a moça do poema. Mas sem tantos "nãos"

Tomatti and Claudecir disse...

Pra qualquer um que ler esse post cabuloso:

NÂO GOSTOU DO TRAMPO? JUNTE CORAGEM SE JOGUE NO MERCADO DE TRABALHO E DE A CARA A TAPA!

Pra quem quer vencer, funciona!
Eu sou prova viva, sorridente e careca disso ae ~_^

Linha Vermelha disse...

Ah...mesmo quando cansa, dá um vontade.
Sou eu...na luta!

"Pé na porta e soco na cara!"

beijo


saudades absurdas!